síndrome de sjogren

Síndrome de Sjogren: sintomas, causas e tratamentos

A doença autoimune Síndrome de Sjogren também é conhecida como síndrome de xerostomia-Sjogren, ceratoconjutivite seca e síndrome sicca. Ela atinge as glândulas responsáveis pela produção de lágrimas e saliva, especialmente causando olhos e boca secas, mas também pode atingir outros órgãos.

Ela pode ser primária, quando o paciente só a tem como diagnóstico, ou secundária, quando ela faz parte de um conjunto de outras doenças, como lúpus e artrite. O problema se mostra mais comum em pessoas do sexo feminino e acima de 40 anos, contudo, em muitos casos, o tratamento é simples e sem uso de medicamentos.

Causas e sintomas

A causa da Síndrome de Sjogren ainda não é conhecida, mas se sabe que a doença é autoimune. As doenças autoimunes se configuram quando o próprio sistema imunológico ataca as células saudáveis do corpo por engano, por meio de alguma anomalia ou gatilho desconhecido.

No caso da síndrome de Sjogren, o problema atinge as glândulas lacrimais e salivares, mas também pode atingir outras regiões que fabricam líquidos fundamentais para a qualidade de vida, como os presentes nas articulações, tireoide, nervos, pulmões, rins, fígado, pele.

Há fortes indícios de que a genética associada a situações ambientais formem a doença. Fatores de risco como mulheres acima de 40 anos e a presença de doenças reumáticas são bastante relevantes no quadro.

Além da secura nas regiões oculares e bucal, há outros sintomas relevantes da doença, como dor, inchaço e rigidez nas articulações, inchaço nas glândulas salivares, fadiga, secura vaginal, tosse seca e erupções cutâneas.

Tratamento para Síndrome de Sjogren

Quando o paciente notar que mantém a boca e os olhos secos por muito tempo, é preciso procurar um médico para identificar o diagnóstico. O especialista avaliará os sintomas, o histórico do paciente e requisitará exames de sangue, oftalmológicos, de imagem e biópsia labial. É comum que a doença seja confundida com outras que possuem o mesmo sintoma, sendo fundamental uma pesquisa mais ampla para a precisão do diagnóstico.

Para casos mais simples da Síndrome de Sjogren, o paciente pode apenas ingerir bastante água em casa para amenizar a boca seca, assim como o uso de pastilhas que estimulam a formação de saliva. Como a doença contribui para a formação de cáries, é importante manter a higienização frequente da boca e evitar o consumo de açúcar.

Para a região dos olhos, há o uso de lágrimas artificiais na forma de colírios e lubrificantes oculares, que aliviam o desconforto comum da doença. Em casos mais evoluídos de secura ocular, é necessário o uso de medicamentos sob prescrição médica e até mesmo a realização de procedimento cirúrgico. No caso de pele seca, é preciso evitar banhos quentes, e a secagem deve ser bem leve, sem fricção. Nas mãos, o indicado é o uso de cremes hidratantes.

Os medicamentos indicados são para aumentar a produção de lágrima e saliva, mas é comum que surjam efeitos colaterais, como dor abdominal, aumento da urina e sudorese.

Caso haja outras doenças acompanhando a síndrome, o uso de anti-inflamatório também é indicado. A cirurgia visa aliviar a secura profunda dos olhos. O procedimento consiste em fechar os canais lacrimais, estruturas que drenam as lágrimas.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como reumatologista em São Mateus!

Comentários

O que deseja encontrar?