Fibromialgia

4 coisas para não dizer a uma pessoa com fibromialgia

A fibromialgia é uma doença que afeta principalmente as mulheres e causa dores em várias partes do corpo. As regiões mais atingidas são as articulações, os músculos e os tendões.

Além de causas genéticas, o problema pode ser ocasionado também por ansiedade, depressão, dificuldades para dormir e até mesmo o sedentarismo.

O fato é que, devido a seus sintomas, é comum que essa doença gere algumas mudanças na rotina do paciente. Ele sente mais dificuldade ao praticar algumas atividades e nem sempre apresenta sinais claros de que está doente.

Sendo assim, é interessante tomar cuidado com o que se diz a uma pessoa que tem fibromialgia. Assim como em outras doenças não tão aparentes, você não faz ideia do que ela está passando.

Saiba agora quais coisas você não deve dizer a alguém que lida com esse problema de saúde:

Isso é desculpa para disfarçar a preguiça

As dores resultantes dessa doença obrigam o paciente a faltar ao trabalho frequentemente ou deixar de fazer atividades comuns do seu dia a dia. Mas isso não significa que ele seja preguiçoso.

Você já parou para pensar o quanto é difícil realizar alguma atividade quando estamos com dores ou com sintoma de alguma doença?!

Então não, não é preguiça!

Isso é falta de exercício

Apesar de a síndrome estar ligada ao sedentarismo, isso não significa que é causada apenas por isso. Quem sofre com a doença e não tem o hábito de praticar alguma atividade física, mesmo que mais leve, precisará mudar e incluir uma caminhada em sua rotina, por exemplo.

De qualquer forma, apenas a falta de exercício não é a única culpada pelas dores que o paciente está sentindo. Portanto, não convém insistir que a pessoa deve se exercitar mais para se livrar do problema.

É coisa da sua cabeça, essa doença não existe

Ainda existe certo preconceito com relação à fibromialgia. Inclusive, muitas pessoas dizem que a doença não existe, já que exames não conseguem diagnosticá-la e apresentam resultados normais.

Claro que dizer que a doença não existe é o mesmo que afirmar que ansiedade e depressão são “coisas da cabeça de alguém”. Precisamos aceitar que a síndrome é real e há sim pessoas que lidam diariamente com ela.

Você nem parece doente

Doenças estão sempre relacionadas a sintomas claros e visíveis. É algo antigo que muitas pessoas ainda mantêm presente nos dias de hoje. Alguém doente deve parecer doente.

No entanto, nem todo problema de saúde se manifesta deixando você com “aquele ar de doente”. Os pacientes levam uma vida normal, tendo apenas que se afastar um pouco de suas atividades quando as dores estão mais fortes e difíceis de lidar, prejudicando seu rendimento.

De qualquer forma, sim, existe uma doença, por mais que a pessoa não pareça estar doente.

Como você pode ver, ainda existe certo preconceito em relação à fibromialgia. Ainda assim, é preciso aceitar que a doença é real e que há pessoas que lidam com ela diariamente. Portanto, todo cuidado é pouco na hora de conversar com alguém que sofra com esse problema.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como reumatologista em São Mateus.

Comentários

O que deseja encontrar?