atrite reumatoide

O uso de órteses em pacientes com artrite reumatoide

A artrite reumatoide é bastante frequente nas pequenas articulações, como punhos e mãos. Além de dores, a continuação das atividades mesmo durante as crises pode causar, de médio a longo prazo, deformações e comprometimento do movimento.

Ciente da existência do problema, o paciente pode utilizar órteses para exercer atividades do dia a dia que possam causar impacto no local, como pegar peso e atividades repetitivas. As órteses atuam como proteção articular.

Quando as órteses são necessárias

As órteses fazem parte da Terapia Ocupacional e são encontradas em lojas especializadas, clínicas fisioterápicas e de reabilitação física. São usadas especialmente por pacientes com artrite reumatoide, indicadas após análise do problema e das atividades do paciente. Entre suas vantagens, está um tratamento menos doloroso e mais moderno, capaz de diminuir o tempo de recuperação do paciente.

Elas são utilizadas para proteger as articulações de impactos que possam piorar o quadro. Elas diminuem o esforço dos movimentos do paciente e evitam que haja dor no local, mantendo sua ergonomia e biomecânica no cotidiano.

Recursos usados por terapeutas para melhorar a qualidade de vida dos pacientes com artrite reumatoide, as órteses visam aprimorar o seu desempenho, apesar da doença. Há vários modelos de órteses, que são indicados de acordo com a necessidade do paciente.

Cada órtese é individual e não deve ser usada por outro paciente, já que há diferenças significativas entre elas. Elas se dividem entre as pré-fabricadas, que são feitas em série sob um determinado modelo, e as confeccionadas sob medida, ou seja, personalizadas, que respeitam a anatomia do paciente. Quando iniciado seu uso, é preciso uma avaliação criteriosa, observando se há conforto do paciente e melhora do quadro.

Tipos de órteses mais comuns

Como há diversos tipos de órteses e muitas são personalizadas, não é possível fazer uma lista de todas. Mas, abaixo, estão as mais comuns entre os pacientes de artrite reumatoide:

1 – Órtese de repouso dorsal

Além de artrite reumatoide, também é indicada para pacientes que tiveram AVC ou paralisias cerebrais. Oferece mais conforto para a biomecânica articular e geralmente se adapta facilmente a vários tipos de mãos.

2 – Órtese extensora de punho e abdutora de polegar

Por ser feita de neoprene, oferece maior mobilidade no pulso e polegar, sem prendê-los como outras órteses. O material também facilita a adaptação a vários outros pacientes.

3 – Órtese extensora de punho e abdutora de polegar, com atuação ventral e dorsal

São dois produtos em um, que agem na região ventral e dorsal dos dedos. São capazes de proporcionar repouso no seu posicionamento, adaptando-se de acordo com a biomecânica do local. É mais usada em períodos noturnos, para manter a região mais confortável e evitar dor.

4 – Órtese para extensão dinâmica dos dedos

Usada para artrite reumatoide e tendinite, acelera a força muscular e mantém um posicionamento mais adequado da região.

5 – Órtese para apoio do punho

Uma órtese mais simples, auxilia também em casos de fraturas e reabilitação pós-operatória de artrite reumatoide. Oferece repouso à região.

6 – Órtese para artrite reumatoide

Específica para artrite reumatoide, ela posiciona melhor os dedos para evitar que haja algum desvio ulnar. Oferece repouso e melhora a biomecânica articular, oferecendo mais conforto ao paciente.

Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como reumatologista em São Mateus!

Comentários

O que deseja encontrar?